Cidade entra nos planos do governo federal para desenvolver o turismo e atrair turistas durante o ano todo

Gazeta do Povo | 29 de julho de 2011 | Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Paranaguá completa hoje 363 anos de história e, além de seu aniversário, comemora um novo impulso no turismo local. Elencada entre os 65 destinos indutores do turismo no Brasil – no Paraná, juntamente com Curitiba e Foz do Iguaçu, apenas três roteiros foram selecionados –, a cidade carrega a expectativa de destacar o litoral do estado nas rotas nacional e internacional.

Acordos recentes prometem reforçar o potencial da cidade, que possui posição de destaque na região. Aliados à característica histórica e aos atrativos naturais, novos investimentos serão destinados com enfoque no turismo náutico. “Estamos em um momento muito importante do turismo em Paranaguá”, comemora o presidente da Fundação Municipal de Turismo (Fumtur), Luiz Fernando Gaspari de Oliveira Lima.

Os investimentos começaram com a inclusão do município no Pro­grama de Aceleração do Cres­cimen­to (PAC) das Cidades Históricas, realizado pelo governo federal, e o tombamento da Rua da Praia como patrimônio histórico. No início do mês de julho, a cidade sediou a 15ª reunião do Grupo de Trabalho de Turismo Náutico, coordenado pelo Ministério do Turismo, que estabeleceu programas a serem executados. “Estamos em um alinhamento entre município, estado e governo federal para que Para­naguá seja configurada e vendida como um destino adequado. Isso faz parte do processo de regionalização do turismo com roteiros integrados e ampla oferta aos visitantes”, analisa o secretário de estado do Turismo, Faisal Saleh. O município aposta ainda na inauguração do Aquário Marinho, que está na fase final de construção e irá passar por uma licitação para escolha da empresa que vai assumir o manejo e a administração. O objetivo é fazer da cidade um destino permanente para os turistas e que as visitas não fiquem restritas aos períodos de festas.

Para receber bem seus visitantes, a cidade também deve passar por melhorias. Um dos principais desafios é adequar a infraestrutura municipal e reverter a característica de cidade portuária. “A cidade boa para o turista é aquela que é boa para o morador local. Ainda temos muito o que fazer”, ressalta a diretora financeira da Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná (Adetur Litoral), Norma Santos de Freitas, integrante do Conselho Municipal de Turismo. Além de movimentar a economia da cidade, ela considera o turismo uma alternativa à situação social de todo o litoral paranaense.

Gestora do projeto Turismo no Litoral do Paraná – Emoções o Ano Inteiro, realizado pelo Sebrae, Patrícia Albanez afirma que ainda é preciso buscar a excelência no atendimento em diversos setores e, principalmente, investir nos serviços turísticos, com empresas receptivos e oferta de passeios. A cidade também deve ficar mais bonita, com revitalização dos espaços públicos e principalmente uma nova entrada de acesso.

 

Projeto quer atrair cruzeiros
A expectativa é que, já na temporada de verão 2012, entre três e cinco navios de passageiros atraquem em Paranaguá, trazendo cerca de 15 mil visitantes e US$ 3 milhões para a região. A previsão foi um dos resultados do GT de Turismo Náutico.

O Porto de Paranaguá irá passar por reformas para a construção de um terminal de passageiros. A obra não ficará pronta para a próxima temporada, mas o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Airton Vidal Maron, conta que existem três possibilidades para a cidade nos próximos meses. “Temos a opção da parada de navios em frente ao templo de Nossa Senhora do Rocio, em frente à Ilha da Cotinga ou no Rio Itiberê, em frente à Capitania dos Portos”, afirma. Apesar de muitas operadoras de cruzeiros já estarem com os roteiros de viagens definidos, o secretário de estado do Turismo, Faisal Saleh, afirma que é possível realizar escalas em Paranaguá.

 

Roteiros
Veja quais as opções de passeio que Paranaguá oferece:

Cultural – Fandango, Boi de Mamão e outras danças.
Natureza – Baía de Paranaguá e ilhas do Mel, da Cotinga e dos Valadares.
Histórico – Casario tombado pelo Patrimônio Histórico e museus
Gastronômico – Barreado e frutos do mar.
Religioso – Templo de Nossa Senhora do Rocio e igrejas históricas.
Náutico – Porto de Paranaguá e passeios de barco pela baía.

 

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/litoral/conteudo.phtml?tl=1&id=1152017&tit=Paranagua-boa-para-morar-e-para-visitar